Skip to content

marijuana, states

27/03/2009

Comecei o meu dia com isto

Violência do narcotráfico no México e recessão económica nos Estados Unidos precipitam discussão sobre liberalização da marijuana

(…)

As restrições orçamentais são outra razão que está a levar as autoridades a encarar a despenalização: os estados não têm dinheiro para alimentar os serviços prisionais sobrelotados por indivíduos a cumprir pena por crimes ligados à droga.

(…)

Nos estados da fronteira, quase todos politicamente conservadores, os governadores estão a abrir o debate à possibilidade de despenalizar o consumo de marijuana ou até mesmo liberalizar aquela droga, regulamentando a sua compra e venda.

(…)

O procurador-geral do Arizona disse recentemente que o estado não resistiria muito mais tempo à transferência das batalhas do narcotráfico para o lado de cá da fronteira. “É altura de termos um diálogo inteligente sobre a legalização da marijuana”, disse.

(…)

Estudos económicos assentes nos modelos de regulamentação do álcool e tabaco estimam que a criação de um mercado regulado para a marijuana poderá contribuir com mais de seis mil milhões de dólares para os orçamentos dos estados americanos.”

(…)

Público, Fracasso da política antidroga abre espaço a novas estratégias, 26.03.2009, Rita Siza, Washington


e acabei-o a pensar nos dílares que vão ficar desempregados.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: