Skip to content

tirem-me daqui

27/05/2009

Tribunal-vai-ouvir-pais-de-Numa semana soube de um pastor escravo, de uma operária duas horas de castigo virada para a parede, e da avaliação de uma juíza a rematar uma notícia de treta.

A têxtil ouvia-a na RTPN, numa fábrica que trabalha para o universo Zara e onde este impôs a existência de delegadas sindicais, que à porrada acabaram na rua. Contavam do castigo aplicado a uma colega apenas por terem conversado, já que as delegadoras ficaram proibidas de falar com as delegadas. Ficou duas horas a lembrar a instrução primária mais anos 60 que 90, e teve sorte, não levou com orelhas de burra.

O pastor dos lados de Sernancelhe não é novidade, embora o ascozinho de perceber que numa vida inteira os vizinhos libertos mais que sabedores do caso tiveram medo do proprietário do escravo arrepie sempre.

Para completar o 3 em 7 fica uma graça desse eterno pasquim, o Diário de Notícias, onde ontem José Manuel Oliveira tinha para contar uma quase não-notícia, Tribunal vai ouvir pais de menina de Faro, que acaba assim:

A juíza Beatriz Marques foi colocada no Tribunal de Família e Menores de faro em Setembro de 2003, tendo sido nomeada juiza-presidente logo no ano seguinte. Antes, ocupara o cargo de juíza do Tribunal da Comarca de Felgueiras, onde o seu trabalho foi  classificado “de Bom”.  A mesma classificação que Beatriz Marques obteve pelo seu trabalho no Tribunal de Olhão.

Não sei, nem faltava mais nada, se isto saiu na edição papel. Até por alguns erros farejáveis deixo o benefício de se tratar de um copiópastar não apagado, um lapso. Se for esse o caso, mais lamento a não existência de revisores nas edições online. Poupem, e um dia vão pagar caro.

Ou não deixo benefício nem dúvida, 24 horas depois ainda lá está, comecemos pois a afixar as avaliações de cada um em lugar bem visível para o público. As da juíza, a do médico, a do polícia, a do coveiro.

E escutemos:

– Eu bem te disse que não devíamos ter feito o funeral hoje, o caixão da mamã aos tombos pela cova abaixo e nem disseste nada ao homem, eu já sabia, ele teve um não-satisfaz, claro que era da pinga.

– O sô guarda desculpe, mas exijo um agente com muito bom para tratar deste caso, que eu satisfaz também tenho.

– Queria marcar uma consulta para aquele médico que tem excelente excelente excelente, eu espero, pode ser?

Os exemplo são simplérrimos, as profissões só três, e agora experimente pensar como vai ser com a sua.

Advertisements

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: